Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Primeiro Capítulo

por Dady, em 30.11.08

Oláá !

Não resisti. Tive de postar o primeiro capítulo!

Espero que gostem...

Vou já no quarto capítulo. xP
_________________________________________________
 
Na pequena região de Borgo, em Roma, estava uma manhã bastante calma e sossegada do que era costume. Não se via ninguém nas ruas, ninguém nos campos, portas fechadas e animais recolhidos. Aquela pequena aldeia não era assim. Supostamente, àquela hora, deviam estar crianças a pular e a correr dum lado para o outro, homens e mulheres nos campos, outros no rio a lavar a roupa e, ainda, alguém cuidando dos animais… Mas nada disso acontecia hoje.
Saí para a rua e deparei-me com uma pequena menina, a Lizzie, que puxava a galinha Quirly da sua avó.
- Que se passa, Lizzie? – perguntei-lhe, assustado.
- Estou a tentar levar a Quirly para dentro de casa.
- Mas porquê?
- A minha avó mandou-me.
- E não te explicou porquê?
- Não.
- Deixa-me ajudar-te! – Pareceu-me simpático faze-lo.
 Peguei nas gordas patas da velha galinha e levei-a para casa com a ajuda de Lizzie.
- Joe, meu querido! – saudou-me a avó Lily.
Era uma mulher magra, de cabelo prateado, mas que era bem divertida e sabia ser jovem por dentro, apesar de não o aparentar por fora. Era ela a alma daquela aldeia.
- Que se passa hoje, avó ?
- Oh, o Carl disse que a qualquer momento vinham cá uns senhores do grande poder.
- Senhores do grande poder? Como assim?
- Senhores do grande castelo… os assistentes do rei.
- E depois?
- Ele diz que vêm cá buscar jovens rapazes para irem batalhar no grande coliseu.
- Porque razão? – questionei, pedindo licença para me sentar num velho sofá.
- O rei quer um príncipe para a sua filha e também para divertimento dele e da nobreza. – disse com a sua voz roca.
- Tem de me ajudar a fugir com os meus irmãos, avó!
- Claro que sim! Mas com o resto da população.
- Obrigada!
- Vão arranjar as vossas coisas e partem amanhã de manhã.
- Sim.
- Também quero ir! – Ofereceu-se a pequena Lizzie.
- Queres ajudar, Lizzie?
- Sim! – respondeu, entusiasmada.
- Tudo bem… vão lá, rapaziada! – despediu-se a avó Lily.
Corri para a nossa pequena casa para acordar os meus irmãos e alertá-los do que se passava.
- Nick? Kevin? Onde estão?
- Que se passa, Joe? – pôs Kevin, ao entrar para a pequena sala. – Olá Lizzie!
- Chama o Nick e arrumem as vossas coisas. Amanhã, bem cedo, partimos da aldeia.
- Mas que se passa?
- A qualquer altura, pode vir alguém buscar-nos para lutarmos no coliseu. - terminei, saindo. Não deixando Kevin esclarecer qualquer dúvida.
Em poucos minutos, consegui alertar toda a população e já todos estavam fora de suas casas e sem medos. Assim, sem jovens, o rei desistiria daquela pequena aldeia, sendo apenas constituída de pessoas da terceira idade. Passámos o dia inteiro em preparativos para não haver vestígios que nós lá tínhamos estado.
Quando dei por mim já eram 7h. Tempo de pegar nas coisas e sair dali.
- É hora de ir. Obrigada por tudo! – agradeci.
- Vamos ter saudades vossas, muitas. – constatou Nick.
Lizzie correu até mim e abraçou-me entre lágrimas.
- Não vás, grande Joe. – gemeu.
- Tem de ser… mas nós voltamos.
Soltei-me da pequena Lizzie, peguei nas malas e acenei a toda aquela gente. Ia sentir imensa falta daquilo tudo. Desde pequeno, desde que a minha mãe morreu quando tinha 6 anos, aquela tinha sido a minha família. O meu pai estava no grande coliseu lutando contra outros homens para conseguir regressar a casa com vida, mas enquanto isso a minha mãe estava gravemente doente, morrendo poucos dias depois e o meu pai morrera na última batalha do coliseu.
Estávamos a, mais ou menos, 2 km da aldeia. Peguei nos binóculos e olhei por eles. Parte do exército e assistentes do rei já estavam a invadir a aldeia. Como sempre, devastavam tudo e todos. Parei de andar.
- Joe, vamos? – inquiriu Kevin.
- Não. Não podemos ir, meus irmãos. A nossa aldeia, a nossa família… está a ser alvo de violência porque nós fugimos! Eles querem-nos a nós e não… PEQUENA LIZZIE! – acrescentei, gritando, ao ver um dos homens pegar na Lizzie, violentamente.
- A pequena Lizzie?! – admiraram-se em coro.
- Temos de voltar! A pequena Lizzie, não!
Comecei a correr, sem palavras.
- Joe, onde vais?! Espera! – disse um deles.
Corria o quanto podia. Se eles me queriam a mim, tinham de me levar a mim. Não podia deixar que algo acontecesse á minha família.
Chegámos á aldeia 10 minutos depois. Parámos á entrada da pequena aldeola, ofegantes de tanta velocidade.
- Larguem-nos! Deixem-nos em paz! – gritei com todas as forças, que ainda me restavam. – É a mim que querem!
- Afinal esta velha aldeia não tem apenas velhos raquíticos. Que bom! Metam os miúdos dentro da carroça e sigamos caminho.
Engoli em seco, com medo.
- Não! Levem-me a mim, os meus irmãos não. – protestei.
Estava consciente do que acabara de dizer. Dava a minha vida pela deles.
- Cala-te. Quero os três dentro da carroça, agora!
- Não há maneira, Joe. Fica quieto. Sempre estivemos juntos em todos os momentos, também estaremos na morte. – murmurou Nick.
Os guardas prenderam-nos as mãos e empurravam-nos para dentro da carroça.
- Não! O grandes manos, não! Não os levem, por favor! – gemia a pequena Lizzie, chorando.
- Nunca te esqueceremos, pequena Lizzie! – desabafou Kevin, percebendo que eu não conseguia dizer nada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:54

Tudo aqui presente é da autoria de Dália Rodrigues. Plágio é crime. Just sayin'...


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Ju a 30.11.2008 às 01:45

que fic giraaaaaaaaaaaa *-*

quero mais, mais, maaaais, por favooooor *-*
Sem imagem de perfil

De aninha a 30.11.2008 às 15:03

altamenteee ate te pedia mais mas ja ali ta o 2º capitulo :D
Sem imagem de perfil

De Carla Iero a 01.12.2008 às 20:56

Antes d mais AMEI a cena feita pela Juqa ^^

Sorry por nk mais m ter lembrado da fic :S

Bom o 1º capitulo ja ta lido e so apetece ler mais e mais :D

Qando penso q ja' nao podes surpreender,me mais engano,me ! :b

Tou a ver q essa FIC vai ser espectacular também !! :D Alias ja' é ! ^^

Bem agr vou aos outros capitulos xP

Beijinhos !! <3


Sem imagem de perfil

De Paulo a 08.12.2008 às 16:37

*BOCA SIMPLESMENTE TODA ABERTA*

Amor, está espectacular, um pouco de drama nunca fez mal...

Perfeita a tua fic amor :D Quero ++++++


:D

<3 Amo-te imensamente ;) E tenho a certeza q os 3 vao sair de lá vivinhos da silva :D

;'D
Imagem de perfil

De *~Lúh~* a 08.01.2009 às 15:56

ta interessante.
Bicinho's.

Comentar post



sobre mim

foto do autor