Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


f*ckin perfect

por Dady, em 22.07.13
Então, ando a remexer nas gavetas, e foi isto que encontrei:

Não sou moldada à vossa imagem, ao vosso desejo, nem nunca serei. Por muito que critiquem, rebaixem e difamem, o meu coração continuará a sentir por conta própria e a minha cabeça permanecerá com as suas memórias divinas e os seus pensamentos futuristas. Nasci para ser diferente e desde o início assim o fiz. Não tenho a mínima culpa de vos ser impossível suportar a diferença. Na vossa cabeça sou o ser mais imperfeito neste mundo. Também o sou na minha mente, imperfeita, uma completa aberração, mas sei, por outro lado, que sou perfeita à minha própria maneira cuja qual apenas alguns descodificam. No que depender de mim, serei sempre o meu pensamento e o meu sentimento, serei sempre o meu passado, o meu presente e o meu futuro, serei sempre quem eu quis e quem me quis, serei sempre a minha única e complicada personalidade… serei, imperfeitamente perfeita, eu.
Cometi erros, mas tais não se comparam ao que sempre me atormentou. Não me vitimizo, pois a minha força está para além do sobrenatural, mas ao olhar para trás e para a linha que piso neste preciso momento, vejo que sempre fui abominável aos olhos dos outros, até aos meus próprios olhos. Ainda hoje me sinto desprezível ao vosso lado, sociedade. A vossa igual e verosímil verdade: todos querem ser maiores, sendo iguais aos outros, enquanto eu apenas quero ser grande, mas mostrar-vos o outro mundo. A vossa tenacidade de mal tratar, rejeitar e difamar todos os outros minimamente diferentes é supérflua.
Toda a minha vida fui susceptível às vossas ideias, tentei perceber, e apenas me criticaram. Enquanto vocês, sórdidos humanóides, se entregam aos reinantes, aos tristes e deprimidos, aos arrogantes e ignorantes,... eu fiquei renitente, prendi o medo e a dor dentro da minha fortaleza abissal, que se tornou cada vez maior.
Podem continuar a magoar-me, a torturar-me até à exaustão, mas não verão rendição desta alma. Não serei o que querem que seja. Não serei a fotografia bonita da qual querem ter orgulho por ser igual. Serei, sim, a vossa consciência sã, no meio de tanto lixo sentimental. Serei eu, sendo importante para vós ou não. Serei eu… e nunca me deixarei levar pelos moldes dos vossos sonhos.

não se deixem levar pela onda, nunca!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:42

Tudo aqui presente é da autoria de Dália Rodrigues. Plágio é crime. Just sayin'...


1 comentário

Sem imagem de perfil

De DianaKimberley a 25.07.2013 às 11:56

Hey ♥ passando pela primeira vez no seu cantinho & amando *-*
Também gosto muito de escrever, mas os seus textos são qualquer coisa de espetacular, escreve muitíssimo bem. Transmite pensamentos e reflexões que são capazes de fazer uma pessoa idêntificar-se tanto ao ponto de comover-se com as suas palavras. As suas expressões e comparações inspiram, por isso continue assim. É uma ótima maneira de se exprimir e deitar cá pra fora todos esses sentimentos. E como concordo com você.. f*ckin perfect mesmo. Toda a gente é especial, à sua maneira. Fiquei a gostar de vc
Beijinhos*
Dìíh

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



sobre mim

foto do autor