Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Um Pacto Com o Diabo - Parte 5

por Dady, em 25.08.08

Desculpem o atraso... mas fazia-me falta um tempinho de folga da escrita ! xD

Parabéns a minha Tokio Hotel *.* ( Cláudia), gosto tanto de ti badalhoqeee. (:
~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~_~

Gerard pôs a cabeça no meu ombro e adormeceu, tal como eu.
Quando acordei reparei que ele já não estava ao pé de mim. Entraram de rompante pela porta, era Gerard.

-- Queridaaa ! Bom dia. (:
-- Bom dia, amor. – Saudei tentando levantar a cabeça, mas não tinha forças suficientes.
-- Como estás ?
-- Bem e tu ?
-- Agora muito melhor.
-- Hã.. Gery, a minha mãe ainda não veio ? – Sei que a minha mãe não se importava comigo desde que o meu pai se suicidou, mas estava com esperanças.
-- Liguei para ela e ela disse que estava fora e não podia vir.
-- O quê ?! A filha no hospital e ela não se importa ??
-- Pois, desculpa…
-- Não tens culpa de nada. Eu também não me devia preocupar com ela, traiu o meu pai e fez com que ele se matasse. :x
--Shh ! – Beijou-me – Tenho uma coisa para te mostrar…
-- O que é ?

Tirou de trás das costas uma revista em que a capa … era… era… era eu aos beijos com o Gerard, na praia !

-- O que é isto ?!
-- Calma. Também não estou nada contente com isto, mas calma !
-- Calma ?! Calma, como ?! – A minha tensão aumentou e a maquina começou a apitar. Entraram rapidamente uns enfermeiros que expulsaram o Gerard e deram-me um calmante. Adormeci de novo. Baah --‘

Passou-se uma semana e tive alta do hospital. O Gerard foi-me buscar e levou-me para sua casa ( a minha mãe continuava fora ) .
Deitou-me na sua cama e foi buscar algo leve para comer. Era Sexta, por volta das 18, as minhas aulas já tinham acabado.

-- Sentes-te bem aqui em casa ? – Perguntou-me deitando-se a meu lado e abrançando-me.
-- Contigo, sim. Obrigada… se não fosses tu ninguém me ajudava.
-- Não é bem assim. A Paty foi ao hospital visitar-te, mas nas horas que ela ia estavas sempre a descansar.
-- Pois. E como ela está ?
-- Disse-me que estava tudo bem. Olha, o medico disse que não podias sair de casa durante uns dias. Repouso…
-- Baah ! --‘
-- Aluguei um filme, queres ver?
-- Siimm. É de quê ?
-- Acção. Gostas?
-- Sim.

Aconchegamo-nos um ao outro e o Gerard carregou no “Play” e começamos a ver.

Passaram os dias e hoje já é Quinta. Fui visitar a Paty a sua casa, enquanto Gerard foi ter com o resto da banda.

-- Oh, estava tão preocupada contigo !! Fui visitar-te mas nunca te apanhava acordada. – Explicou a Paty.
-- Pois. Então, e como estás tu ? Estás a dar-te bem com o Kevin?
-- Lindamente.

Conversámos até que o meu telemóvel tocou, era um numero desconhecido. Atendi.

* Chamada Telefónica *
-- Estou ?
-- Olá, boa tarde. É Mellanie Rose ?
-- Sim, sou eu. Quem fala ?
-- Katerine Mccan do Marsden Hospital.
-- Sim ? |:
-- Gerard Way está aqui no hospital. Teve um acidente de carro e está em coma.
-- O..o.. o quê ? :|   :O
-- Mell, que se passa? 

Não quis ouvir mais nada do que a mulher tinha para dizer. Desliguei o telemóvel , agarrei a Paty com toda a força e comecei a chorar.

-- Mell, o que aconteceu ? Quem era ao telemóvel ?
-- E..era do hospital … o Ge..Gerard.. está em..co..coma ! – Soluçava por todos os lados.
-- Calma, calma. Eu levo-te ao hospital.
-- Obrigada. – Ainda não me apercebera bem do que tinha acontecido. Ela levou-me na sua mota até ao Marsden Hospital. Entrámos pelas portas de entrada e dirigimo-nos a correr á recepção.
-- Desculpe, sabe-nos dizer em que sala está Gerard Way ??
-- Ah, Gerard Way ? Está nos Cuidados Intensivos. 
-- E como está ele ? - Apressei-me a interromper.
-- Isso não sei dizer-lhe. Vai ter de esperar na Sala de Espera.
-- Ok. --‘

Sentei-me numa cadeira e a Paty sentou-se na cadeira ao lado. Pus a minha cabeça no seu ombro e aterrorizada olhava para o chao.  Aquilo só podia ser um pesadelo, um grande pesadelo. Gerard é a pessoa que mais amo neste mundo, até acima da minha família. Ele fora , no meio de toda a gente, quem mais se preocupara comigo, quem mais gostara de mim, quem mais me ajudara. E agora… estava em coma, ninguém sabe quando vai acordar, ninguém sabe se vai acordar…
Um medico saiu dos Cuidados Intensivos e logo me levantei: - Desculpe ? Sabe como está Gerard Way ?
-- Familia ?
-- Sim e não. Olá Mell. – Era Mikey Way, irmão do Gerard e o resto da banda.
-- Mikey ! – Corri para ele e abracei-o.
-- Hey, calma miúda. |:
-- Ainda bem que vieram !
-- Então, e como está o meu irmão, Sr. Dr. ?
-- Não corre perigo de vida, mas está em coma. Não se sabe quando irá acordar e dá intenções de não acordar para breve. Sofreu uma pancada muito forte na cabeça.
-- Mas ele vai acordar algum dia?
-- O mais provável é acordar muito tarde…
-- Ok, obrigado… - Mikey estava com uma cara deveras triste.

Deixei-me cair para cima de uma cadeira e olhava para o nada. Estava tão triste que não conseguia chorar, se ao menos pudesse fazer algo para ajudar quem tanto amo…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:45

Tudo aqui presente é da autoria de Dália Rodrigues. Plágio é crime. Just sayin'...


4 comentários

Sem imagem de perfil

De aninha a 25.08.2008 às 16:29

isto e a vez, mal sai 1 do hospital ja pra la vai outro ta mto fixe pah, aquela parte de lhe darem o acalmante e tal
Sem imagem de perfil

De Claudjinhaa a 25.08.2008 às 21:51

Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaa :DDDDDDD
Eu AMO.TEEEEEEEEEEEEEEE

Adorei este capt :;3
Imagem de perfil

De Agami a 26.08.2008 às 00:14

=D

Lindo amor @

Tens tanto jeito @
Sem imagem de perfil

De Mudei-me. Tchauzinho. a 09.10.2009 às 23:38

Eles tem azar :(

Comentar post



sobre mim

foto do autor