Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Amor de Perdiçao .:. 13

por Dady, em 23.10.08

 

Sorry. Esta semana foi CHEIA de testes e pouco consegui escrever. Mas aqui estou com mais um capitulo.
Nao sei se já repararam.. mas tenho um espacinho novo na barra lateral... sao os proximos trabalhos que tenho andado a pensar.

Bem, news : 
   - Carla Iero  está a fazer o dicionário: Dady's Crazy Words. ( Tonghiot Carla ♥ )
   - Nicholas Thomas Jonas Kaulitz Gonçalves... vai ser o nome do filho da Juqaa.
   - Vou pedir á minha irma para mandar fazer uma almofada em forma de coraçao com a fotografia do meu Joe.

Ok. Agora leiam que faz falta. ^^

PS: http://ema.mtv.pt/vote/#_
    Votem Jonas para Artista Revelaçao. Obrigada : D
........................................................................................................................................................................
Era hoje. Era hoje o grande dia. O dia em que ia actuar em frente de milhares de pessoas na presença dos Jonas. Ia ser um dia para nunca mais esquecer !
Um momento único tanto para mim, como para eles e para as milhares de pessoas que nos iam ver.
Olhava para a janela a imaginar e a apreciar aquele momento… lindo, espantoso, fantástico…
Estava tão distraída que nem reparei que tinham chamado por mim, só me apercebi de tal quando senti algo em cima do meu ombro.

Mãe: Então, Sora? O Jason já está lá em baixo á mesa.
Sora: Ah, desculpa. Eu vou já.

Ela saiu. E lembrei-me… não lhe tinha pedido autorização para ir para o Canadá com o Joe e os irmãos.
Corri até ás escadas, onde a minha mãe se encontrava a desce-las, já quase nos últimos degraus.

Sora: Mãe, preciso de te perguntar uma coisa !
Mãe: Sim ?
Sora: Eu… posso ir com o Joe para o Canadá ?
Mãe: O quê ? Não se brinca com isso, Sora.
Sora: Não estou a brincar. Eles fizeram-me uma proposta de ir actuar com eles hoje á noite no Canadá. E eu quero ir !
Mãe: Mas não vais.
Sora: Mãe… !
Jason: Deixe lá a Sora ir, Srª Dawber.
Mãe: Não, não deixo, Jason ! Ela não tem idade para ir sozinha como namorado para o Canadá. É muito longe !
Jason: Ela não vai sozinha … tem o Joe, que é responsável, os irmãos Kevin e Nick. Os pais deles e a equipa deles também vão.
Mãe: Não me interessa !

Já tinha desistido. Conhecia a minha mãe, quando é não… é mesmo não. Sentei-me ao lado do Jason e tirei uma torrada.

Jason: Desculpa, Sora. Eu tentei. – Sussurrou-me.
Sora: Tudo bem. – Disse igualmente.

A campainha tocou e a minha mãe foi abrir.

Joe: Ouvi dizer que hoje há aqui uma menina que vai arrasar perante o publico!
Sora: Joeee !

Fui saltitando para o abraçar. Tão querido aquele gesto. Mas pela cara da minha mãe, vi logo que não tinha achado piada nenhuma.

Nick: Soraa, pronta?
Kevin: Vais delirar, miúda !
Sora: Pois… quanto ao concerto… não posso.
Kevin/Nick: O quê?
Joe: Srª Dawber, por favor.
Mãe: Não, Joe. Não, não e não ! Ela é muito nova, ainda é uma rapariguinha.
Kevin: Desculpe lá. Mas nós os três precisamos de ter uma conversa consigo, Srª Dawber !

O Kevin disse-o tão sério que até fiquei com medo. Nunca o vira ser tão severo e sério. Piscaram-me o olho e entraram para o escritório do meu pai, onde trancaram a porta de seguida.  Saíram de lá 30 minutos depois. A minha mãe não parecia muito contente, mas pelo contrario o Joe estava bastante sorridente.

Sora: Então… ?

Ela olhou para o Kevin, que estava com um ar bastante duro.

Mãe: Não vais !
Sora: O QUÊ ?!

Levantei-me da mesa e subi as escadas em direcção ao meu quarto, em velocidade máxima.

Mãe: Sora Lucy ! Volta já aqui ! … Oh por amor de Deus, birras de criança !
Joe: É… eu vou lá.

Ouvi-o a subir as escadas e a porta do meu quarto abriu-se. Estava sentada a janela, com a guitarra nos braços e a olhar para o jardim.

Joe: Hey, florinha linda.

Ri-me.

Joe: Até tive uma ideiazinha, mas não ias concordar.

Virei-me de repente, o que fez o Joe dar um salto.

Joe: Credo ! Que susto, Sora !
Sora: Desculpa. Mas que ideia foi essa?
Joe: Não, não ias gostar.
Sora: Ia, sim. Vá, diz !
Joe: Não.
Sora: Sim.
Joe: Não.
Sora: Sim.

Comecei a irritar-me e atirei para cima dele, fazendo-o cair sobre a cama.

Joe: Então ? Isso faz-se?
Sora: Diz-me, já !
Joe: Ok, pronto. Eu digo.
Sora: Sim … ?
Joe: Chata.
Sora: Sim, eu sei. Vá, conta-me.
Joe: Podias sair sem a tua mãe se aperceber e deixar um papelinho.
Sora: Fugir de casa, Joe? Estás doido?
Joe: Eu não disse que não ias gostar?
Sora: Não é isso. Só acho … uma óptima ideia ! És um génio !
Joe: Eu sei.

Rimo-nos.

Sora: Tenho aula de guitarra hoje. Vens comigo ?
Joe: Não posso. Tenho de preparar as coisas para hoje á tarde.
Sora: Está bem.

Levantei-me, puxando-o. Ele envolveu a minha cintura com os braços, olhando-me nos olhos. Aqueles olhos fascinavam-me tanto. Sorri e ele seguiu-me o exemplo. Encostei os meus lábios aos dele, passando de seguida aos movimentos de beijo já sábios do meu corpo. Cruzei os meus braços atrás do pescoço dele, enquanto nos beijava-mos.

Sora: Amo-te.
Joe: Eu também.
Sora: Mas agora tens de ir. Vou com o Jason para as aulas.
Joe: Está bem… mas porta-te bem !
Sora: Sempre.

Ele deu-me a mão e descemos.

Mãe: Já lhe passou a birrinha ?
Sora: Sim, mãe. – disse com um olhar mortífero.
Jason: Bem, vamos Sora?
Sora: Sim, sim. Ainda chegamos atrasados. E Jas… preciso de falar contigo.
Jason: Ok.
Sora: Adeus, mãe.
Jason: Adeus, Srª Dawber.
Mãe: Portem-se bem !
Kevin: Até á próxima, Srª Dawber.

Virámos costas e saímos todos em conjunto. Despedi-me do Nick e do Kevin, dando seguidamente um beijo ao Joe.

Nick: Fogo ! Também queria daquilo.
Kevin: Oh, eu também. Mas não tens namorada, puto !
Nick: Tu também não, por isso, cala-te !
Kevin: Mau feitio.
Nick: Igual ao teu.
Joe: Já chega. Vamos embora.
Sora: Adeus, meninos. Portem-se.

O dia correu cheio de histerismo por parte dos alunos e do prof da aula de guitarra. Já todos sabiam que eu ia actuar, esta noite com os Jonas. Não sabia se deveria mesmo sair de casa assim… mas era o meu grande sonho e a minha mãe não me apoiara.
Eram 15h. Tempo para arrumar a mala e partir para o Canadá. O Jason lá tinha concordado em ajudar-me a sair, o Joe ficava com eles ao fundo da rua para que a minha mãe não desse por nada.

Cheguei a casa e arrumei as malas, rapidamente mas tentando não fazer barulho. Eram 15:30h. Caminhei a passos largos até á janela. O Jason já lá estava e quando me viu apontou para o fundo da rua onde estavam os Jonas.
Rabisquei um pequeno papel e pu-lo sobre a minha almofada. Atirei a mala ao Jason e desci com cuidado pela janela.
Agora sim… a adrenalina ia começar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:01

Tudo aqui presente é da autoria de Dália Rodrigues. Plágio é crime. Just sayin'...


1 comentário

Sem imagem de perfil

De aninha a 01.11.2008 às 22:39

eiii eu nao meti anonimo :O ah aquele anonimo sou eu :P

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



sobre mim

foto do autor